• MILAGRE BRASILEIRO

    timeline-milagre.brasileiro

    Milagre Brasileiro (2010) tem como tema os “anos de chumbo” da Ditadura Militar, período marcado pela tortura e pela euforia do crescimento econômico.

    Seu foco é o “desaparecido político”, personagem que assombra o trágico dia-a-dia daqueles, familiares e amigos, que ainda hoje perseveram para obter do Estado Brasileiro uma resposta satisfatória sobre seu paradeiro. Situação que de resto assombra a consciência nacional.

    Personagem emblemática por sua condição extrema, o “desaparecido político” não pode ser incluído na estatística macabra dos mortos em combate, tampouco na lista não menos macabra das vítimas que sobreviveram à barbárie praticada nos porões do regime militar.

    A estranha condição de “existência imaterial”, do sujeito que é subtraído da História, se reflete na dramaturgia do espetáculo, que opta por abrir mão da fábula e de sua tradicional função de conduzir o espectador em meio aos acontecimentos daquele período.

    Dessa forma, o espetáculo põe em cena a figura mítica de Antígona para dialogar com nossos mortos. Sua referência é o “teatro desagradável”, de Nelson Rodrigues, em seu Álbum de Família.

     FICHA TÉCNICA:

    Texto e direção: Márcio Marciano
    Atuação: Adriano Cabral, Lara Torrezan, Mayra Ferreira, Nuriey Castro, Paula
    Coelho, Ricardo Canella, Suellen Brito, Vítor Blam e Zezita Matos
    Pesquisa: Coletivo Alfenim
    Direção de arte e figurinos: Vilmara Georgina
    Direção musical: Mayra Ferreira e Nuriey Castro
    Composições musicais: Wilame A.C. e Coletivo Alfenim
    Cenário e iluminação: Márcio Marciano

     

    Este slideshow necessita de JavaScript.

  • ALFENIM NO XV FESTIVAL RECIFE DE TEATRO NACIONAL

    O Coletivo de Teatro Alfenim participa do XV  Festival Recife do Teatro Nacional. Nesta edição, o festival faz homanagem ao dramaturgo Marcus Siqueira, fundador do Teatro Novo de Recife, e realiza diversas discussões em torno do tema teatro político, através de espetáculos e ações formativas que proporcionam a troca estética e discursiva entre grupos teatrais, o público e espaços comunitários locais.

    No dia 28/11, ocorreu a mesa redonda Os (des)caminhos do teatro político na cena contemporânea, em que os debatedores Márcio Marciano e Aimar Labaki discutiram sobre as possibilidades de existência do teatro político na atualidade.
    No dia seguinte, o Alfenim realizou a oficina Iniciação à Dramaturgia Dialética, no Espaço Comunitário Bidu Krause, no bairro do Totó. Durante a oficina, o grupo  demonstrou seu  trabalho por meio da intervenção Histórias de Sem Réis e a partir dessa demonstração prática, desenvolveram-se reflexões sobre dramaturgia.
    Já os espetáculos O Deus da Fortuna e Milagre Brasileiro aconteceram de 29 de novembro a 02 de dezembro, no  Teatro Apolo, às 19 horas. Hoje, dia 02/12, o grupo encerra sua temporada no festival com  mais uma apresentação de Milagre Brasileiro.
  • VII SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE DIREITOS HUMANOS DA UFPB

    Foto: Raquel Diniz

    Uma voz falará por mim
    Voz humana
    Que tomo de empréstimo
    Corpo que dança
    Enquanto me pensa
    Memória
    Minha memória
    Continente
    Do nada
    “Sou” – palavra
    “Eu” – palavra
    Não mais em mim – no outro
    Memória
    Turva, una, plural
    Subtraído da História*  (…)







    Nesta quinta-feira (22/11), o Coletivo Alfenim apresenta Milagre Brasileiro, às 18 horas, no auditório do CCJ, na UFPB. Entrada franca. O espetáculo Milagre Brasileiro faz parte da programação do VII Seminário Internacional de Direitos Humanos da Universidade Federal da Paraíba, com tema Justiça de Transição: Direito à Justiça, Memória e Verdade. 
    Programação completa: http://7sidhufpb.blogspot.com.br/p/programacao.html

    * Fragmento da peça Milagre Brasileiro.
  • ALFENIM EM CARUARU

    Após realizar temporada no teatro do Sesc Juazeiro do Norte, no TJA em Fortaleza e no Barracão do Clowns em Natal, o Coletivo Alfenim continua as ações do Procultura pelas cidades do Nordeste.  Nos dias 03 e 04 de novembro, o grupo apresentou Milagre Brasileiro no teatro Rui Limeira Rosal, no Sesc Caruaru. No dia 03, foi possível conhecer algumas histórias de pessoas que circulavam pela feira de Caruaru por meio da intervenção de rua Histórias de Sem Réis. Houve, ainda, um diálogo para trocas estéticas com o grupo TEA e o público de Milagre Brasileiro. Todas as apresentações foram gratuitas.
  • COLETIVO ALFENIM ENCERRA TEMPORADA EM SÃO PAULO

    foto: Raquel Diniz

    Depois de um mês de intensa atividade, o Coletivo de Teatro Alfenim encerrou neste último fim de semana o projeto de ocupação do Teatro de Arena Eugênio Kusnet. Além de “O Deus da Fortuna” e “Milagre Brasileiro”, o grupo apresentou nas ruas do centro de São Paulo a intervenção urbana “Histórias de Sem Réis”.

    Durante a temporada, foram realizados encontros de demonstração de trabalho com a Companhia do Latão, com o Engenho Teatral e o Grupo Ocamorana. O Alfenim também acompanhou um ensaio do novo trabalho da Companhia do Latão, “Patrão Cordial”, com estreia prevista para agosto de 2012, no Teatro de Arena, como parte das ações do Projeto Diálogos de Aprendizagem.

    O grupo promoveu 03 debates sobre o espetáculo “O Deus da Fortuna” com Iná Camargo Costa, com os oficinandos da Companh ia do Latão e com dirigentes sindicais de todo país, reunidos em Seminário organizado pelo Dieese.

    De volta a João Pessoa, o Alfenim prepara-se para participar do Festival Nacional de Teatro de Fortaleza, que acontece em agosto.
  • MILAGRE BRASILEIRO NO TEATRO DE ARENA

                                      foto por Raquel Diniz


    No dia 25 de julho, o  Alfenim estreou a peça Milagre Brasileiro, no Teatro de Arena Eugenio Kusnet. A nova temporada dá continuidade ao projeto de ocupação Diálogos de Aprendizagem, organizado pela Companhia do Latão.
    Para o grupo, é muito significativo apresentar o Milagre Brasileiro no Teatro de Arena, um espaço de resistência marcado pela forte repressão da Ditadura Militar e que teve suas atividades interrompidas com a decretação do AI-5, período abordado no espetáculo.
    São memórias encravadas nas paredes do Arena e que emergem em canções, coros, torturas, interrogatórios e na presença infame de uma família caveira. O público, que divide o lugar com bonecos, acompanha de perto a assombrosa trajetória dos desaparecidos políticos
    A temporada de Milagre Brasileiro no Teatro de Arena encerra-se no domingo, dia 29 de julho. Hoje, penúltimo dia de apresentação, faremos um diálogo com Iná Camargo Costa.

  • ALFENIM NO TEATRO DE ARENA EM SP

     

    O Coletivo Alfenim iniciou os preparativos para a temporada de O Deus da Fortuna no teatro de Arena Eugênio Kusnet, em São Paulo, como parte do projeto de ocupação organizado pela Companhia do Latão. O projeto Diálogos de Aprendizagem  celebra os 15 anos do grupo paulista e propicia trocas estéticas e políticas entre diferentes linguagens, a partir de seminários, oficinas, estudos de cenas, ciclo de cinema e espetáculos de diversos grupos de teatro.

    O período de chegada do Alfenim a São Paulo coincidiu com o último final de semana da Mostra Trabalho de Grupo no Teatro de Arena. Participaram do evento grupos com posicionamento político contrário à ideologia hegemônica, como Engenho Teatral, Companhia do Latão e Ocamorana.

    A cada dia, um grupo realizou demonstrações de cenas de seus respectivos repertórios, seguidas de comentários sobre o trabalho exposto. Após o encerramento da mostra, o Alfenim deu início à montagem do cenário, iluminação e adaptação do espaço cênico de O Deus da Fortuna.
    Na quarta-feira, dia 04 de julho, o grupo realizou um ensaio aberto para alunos da Turma I do Núcleo de Estudos Anatol Rosenfeld, ministrada pelo diretor e dramaturgo da Companhia do Latão, Sérgio de Carvalho. Na quinta-feira, houve a pré-estreia para convidados do grupo Alfenim e nesta sexta-feira,  O Deus da Fortuna estreia no Teatro de Arena, às 21 horas. O espetáculo ficará em cartaz até o dia 22 de julho.
  • “MILAGRE BRASILEIRO” NA CIA. DA TERRA


    foto: Guilherme Honorato

    A peça Milagre Brasileiro continua em cartaz na Casa de Cultura Cia. da Terra, no Centro Histórico de João Pessoa. Seguimos com a terceira semana da temporada, sempre aos sábados ás 20 horas e Domingos ás 17 horas, até o dia 22 de Abril de 2012. Os ingressos poderão ser adquiridos antecipadamente a preço único de R$ 10,00 nas lojas Comic House (em frente a esquina 200) e Vida Real, Mag Shopping. Na bilheteria: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)

    Milagre Brasileiro traz como tema “os anos de chumbo” da Ditadura Militar, período marcado pela tortura e pelo crescimento econômico. Seu foco é o “desaparecido político”, personagem que não só assombra o trágico dia-a-dia daqueles que ainda hoje perseveram para obter das autoridades uma resposta satisfatória sobre seu paradeiro, mas também a consciência nacional.
    Diante da aparente impossibilidade de narrar fatos escabrosos da recente História do país, Milagre Brasileiro pede auxílio à tradição teatral do Ocidente. Convoca Antígona, a heroína trágica que confronta a razão do Estado e desobedece às leis para realizar o funeral de seu irmão morto em duelo fratricida. E também se inspira no “teatro desagradável” de Nelson Rodrigues. Da fricção desses materiais incongruentes surge a forma do espetáculo.

  • REMONTAGEM DO ESPETÁCULO “MILAGRE BRASILEIRO”

    Uma das características mais marcantes do Coletivo de Teatro Alfenim é a noção de processo que pauta sua produção artística. Neste sentido, um espetáculo do grupo nunca é visto como um produto em circulação, mas como um estágio ininterrupto de formação estética e política de seus integrantes.

    Remontar Milagre Brasileiro depois de duas temporadas com excelente repercussão de crítica e público, uma em João Pessoa e outra em São Paulo (ocasião em que o espetáculo foi indicado ao Prêmio Shell), além de participações em Festivais de Teatro, não deixa de ser uma nova oportunidade de experimentação. Sendo assim, com a reformulação de sua equipe, ocorrida no início de 2011, o Coletivo tem agora um novo desafio pela frente.
     foto por Raquel Diniz

    Os ensaios têm se constituído como uma nova etapa de aprendizagem, tanto no que se refere ao entendimento dos temas abordados no espetáculo, quanto no que se refere à prática de uma ação colaborativa, cuja tônica é o desenvolvimento da autonomia criadora de cada um dos integrantes.


    Os novos colaboradores do Coletivo de Teatro Alfenim, Cecilia Retamoza, Lara Torrezan, Vítor Blam, se uniram aos remanescentes da primeira montagem, Adriano Cabral, Daniel Araújo, Paula Coelho, Verônica Sousa, Zezita Matos e Wilame AC numa nova experiência criadora. Contam ainda com a participação de Gabriela Arruda na produção e Vilmara Georgina na direção de arte, sempre presentes na sala de ensaios, e efetivamente contribuindo para a recriação da escrita cênica de Milagre Brasileiro.


    O grupo conta ainda com a colaboração da musicista convidada Mayra Ferreira que, juntamente com Wilame AC executa a partitura musical do espetáculo.

    Quem assistiu à primeira versão de Milagre Brasileiro perceberá a radicalidade das modificações, surgidas do corpo-a-corpo da equipe com a dramaturgia, durante o processo de remontagem.

    Textos foram suprimidos, cenas foram reestruturadas, arranjos e canções refeitos, a ponto do espetáculo ganhar maior impacto emocional no que se refere ao tema dos desaparecidos, e maior liberdade formal e irônica nas cenas relativas à família que adere ao golpe militar. Sugestões de espectadores também foram incorporadas.

    Nossa percepção é que a profundidade do assunto, bem como sua indecente atualidade, exige uma maior concentração da energia do espetáculo, de modo que tudo aquilo que julgamos acessório foi sumariamente extirpado.

    A expectativa é a de que o espetáculo ganhe em contundência e clareza, assim como em ironia e diversão.

    SERVIÇO MILAGRE BRASILEIRO:

    Temporada: 17 de março a 22 de abril de 2012. Todos os sábados às 20h e domingos às 17h.
    Local: Casa de Cultura Cia. da Terra, número 15, Praça Antenor Navarro, Centro Histórico.
    Ingressos: Na bilheteria: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)
    Vendas antecipadas a preço único de R$ 10 nas lojas: Comic House, Av. Nego, número 255, Tambaú, Fone: 3227-0656 / Vida Real, Av. João Maurício – Mag Shopping, segundo piso. Fone: 3048-1155
  • SOM E FÚRIA por Mariana Delfini

     
    Cena de Milagre Brasileiro, fotografada por Lenise Pinheiro


    “O que é humano”- Da peça “Milagre brasileiro”, do Coletivo de Teatro Alfenim, de João Pessoa (PB). Criação de Wilame AC, Diego Sousa, Paula Coelho e Márcio Marciano, com direção musical de Wilame AC. O espetáculo, que trata dos desaparecidos políticos da ditadura militar, é o segundo trabalho do grupo paraibano, coordenado por Márcio Marciano (um dos fundadores da Companhia do Latão).
    O que é humano – Coletivo de Teatro Alfenim by Bravo Online


    Para ver o post completo e ouvir trechos das músicas indicadas basta copiar e colar no seu navegador o link abaixo e confira na íntegra o post no Blog Galharufa.

    http://bravonline.abril.com.br/blogs/galharufa/

                 
%d blogueiros gostam disto: