O DEUS DA FORTUNA – o mais novo espetáculo do Alfenim


Estreia nesta sexta-feira, dia 18 de novembro O Deus da Fortuna, novo espetáculo do Coletivo de Teatro Alfenim, ganhador do Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz.
Com texto de Márcio Marciano, criado em processo colaborativo com os atores do grupo, o Deus da Fortuna é uma parábola em chave cômica que utiliza como ponto de partida um argumento de Bertolt Brecht, retirado de seus diários de trabalho. O dramaturgo alemão relata sua intenção de escrever uma peça inspirada na imagem desse deus, muito popular na China.
Com base nessa alegoria, o Coletivo de Teatro Alfenim cria o seu próprio Deus da Fortuna, totalmente identificado ao capital especulativo, e o faz surgir na propriedade de um capitalista à moda antiga, o Senhor Wang, para lhe revelar a “metafísica” do capitalismo financeirizado dos dias atuais.
Sintonizado com as novas formas imateriais de acumulação do capital esse acumulador primitivo irá saldar suas dívidas e erguer um novo
templo ao Deus da Fortuna, o templo da especulação financeira.
Em tempos de crise sistemática do capitalismo, cuja lógica é a de se alimentar de trabalho não pago e da promessa fictícia de que o capital especulativo promoverá a felicidade futura, comprometendo não apenas as
gerações de hoje como também as gerações vindouras, o Coletivo de Teatro Alfenim experimenta a comédia com o propósito de desmascarar a maquinaria teatral utilizada para escamotear a lógica criminosa do capital especulativo e seus derivativos “metafisicantes”.
O processo para a criação do novo espetáculo teve início com a oficina Exercícios para uma cena dialética, ministrada pelo grupo em julho de 2011, na Casa Amarela, sede do Coletivo de Teatro Alfenim.
Desta oficina foram selecionados os estagiários Cecilia Retamoza, Gabriela Arruda, Lara Torrezan e Vítor Blam, que passaram a integrar a equipe atual do grupo.
Como parte das atividades formativas que acompanharam o processo de criação do espetáculo foi realizado em outubro o Seminário A metafísica do Capital, que contou com a participação de intelectuais e artistas convidados a debater as relações entre o capital e a religião.
Também em outubro, o Coletivo de Teatro Alfenim promoveu a oficina Música e Dramaturgia, ministrada por Martin Eikmeier, diretor musical da Companhia do Latão, de São Paulo.
A estreia de O Deus da Fortuna marca o início da parceria entre o Coletivo de Teatro Alfenim e a Fundação Casa de Cultura Companhia da Terra, organização não governamental que atua no Centro Histórico de João Pessoa. A temporada acontece na sede da Companhia da Terra, localizada na Praça Antenor Navarro.


SERVIÇO
LOCAL: Fundação Casa de Cultura Companhia da Terra (Praça Antenor Navarro, 15 – centro)
TEMPORADA: 18 de novembro a 18 de dezembro de 2011
HORÁRIO: Sexta às 20h00 / Sábado às 17h00 e às 20h00 / Domingo às 17h00
INGRESSOS: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada)
CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: 10 anos
DURAÇÃO: 110 minutos
PATROCÍNIO:
Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz 2010

CONTATO:
COLETIVO DE TEATRO ALFENIM
Casa Amarela
Rua Maria Cavalcante Gomes, 50 – Bairro João Agripino
www.teatroalfenim.blogspot.com
teatroalfenim@gmail.com
(83) 3268-0562 – (83) 8892-8099

Apenas um comentário deixado Veja o comentários

  1. [ivan quirino] /

    Vocês estão de parabéns pela peça. Texto muito profundo e maravilhosamente encenado. A peça deixa uma inquietação na gente, fiquei chocado com forma crua e sutil com que foi apresentada a nossa realidade. A peça de certa forma desmonta certas idéias e paradigmas que temos, o sonho da felicidade e da riqueza são desmanchados mostrando a realidade da nossa situação. Novamente, parabéns pela peça, foi emocionante. Irei ver novamente.

Deixe uma resposta

Responda para enviar * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

                 
%d blogueiros gostam disto: