• Apontamentos sobre teatro de grupo*, por Márcio Marciano

    Diante da necessária pergunta: “O que é fazer teatro de grupo?” arrisco algumas hipóteses retiradas de minha modesta e renitente determinação de praticar erros no varejo em busca de pequenos acertos no atacado.
    Sendo assim, tento responder à indagação dizendo:
    Fazer teatro de grupo é:

    Assumir o compromisso perante os demais companheiros de trabalho de que o fazer teatral deve consistir no exercício diário da construção de uma utopia.
    É fazer valer o desejo, a potencialidade e a liberdade individual em prol de uma ação coletivizante.
    É entender que o DNA de qualquer que seja o grupo está impresso nas circunstâncias históricas de sua formação, ainda quando essa formação esteja em permanente processo de ajuste e modificação.
    É entender que o DNA de qualquer que seja o grupo não se reduz a declarações de intenção estética.

    Fazer teatro de grupo é:
    Inventar um espaço de exceção permanente.
    É não esquecer que a suposta crise das ideologias é a afirmação categórica de uma ideologia dominante.
    É reconhecer que os grupos de teatro surgem como espaço de resistência contra todas as formas de totalitarismo: o totalitarismo dos bons sentimentos, o totalitarismo dos valores eternos, o totalitarismo da subjetividade burguesa, e o mais perverso de todos os totalitarismos, o totalitarismo da mercadoria.

    [Leia mais…]

  • O COLETIVO

    O  Alfenim é um coletivo teatral surgido em 2007, com o objetivo de criar uma obra autoral com base em assuntos brasileiros.Trabalha com o conceito de dramaturgia em processo, no qual o texto de suas montagens é criado na sala de ensaios com a participação dos atores e demais artistas colaboradores. Visa à formação de plateias a partir de eventos paralelos às montagens, como seminários, oficinas e debates sobre os temas abordados em sua pesquisa. Os ensaios e as atividades formativas do grupo acontecem em sua sede, a Casa Amarela, em João Pessoa (PB).

    Equipe Atual

    Direção e dramartugia: Márcio Marciano

    Atuação: Adriano Cabral,  Lara Torrezan, Paula Coelho,

    Ricardo Canella, Verônica Cavalcanti, Vítor Blam e Zezita Matos.

    Músicos: Mayra Ferreira e Nuriey Castro

    Produção: Gabriela Arruda

    Pesquisa: Coletivo Alfenim

     

                 
%d blogueiros gostam disto: