ALFENIM TRAZ A SP CICLO DE PEÇAS DE VIÉS “DIALÉTICO”- por Gabriela Mellão


Coletivo da Paraíba é liderado por Márcio Marciano, ex-Cia. do Latão.
Dramaturgo afirma que coletânea de montagens traduz busca do grupo pelo “vigor da terra e a delicadeza da forma”

GABRIELA MELLÃO
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA DE SÃO PAULO

Alfenim é uma espécie de rapadura de formato arabesco. Bastante popular na Paraíba, o doce nomeia e simboliza o coletivo teatral de João Pessoa liderado por Márcio Marciano, que ganha mostra na cidade.
“O confeito se parece com o que almejamos: um teatro que sintetize o vigor da terra e a delicadeza da forma”, diz Marciano, dramaturgo e diretor que, em 2006, após dez anos na Cia. do Latão, iniciou um novo ciclo de vida e arte na Paraíba.
Fundou o Coletivo de Teatro Alfenim, que também é dedicado ao teatro dialético. “Buscamos a reflexão crítica de assuntos brasileiros que dizem respeito a todos nós, sejamos paulistas, amazonenses ou paraibanos”, afirma o diretor.
Intitulada “Teatro Fora do Eixo”, a mostra apresenta debates, oficinas e espetáculos: “Milagre Brasileiro”, peça que fica em cartaz até o dia 1º de agosto, discute a ditadura militar, aproximando tematicamente o governo que tentou suprimir a história do país, por meio da censura, da ausência de fabulação que se costuma ver na dramaturgia contemporânea.
“Quebra-Quilos”, o primeiro trabalho do grupo, apresentado no evento em agosto, estabelece um paralelo entre a Revolta dos Quebra-Quilos no sertão paraibano do final do século 19 e a globalização.
Apesar de ser um dos Estados mais pobres do Brasil, é conhecida a riqueza teatral da Paraíba, que passou a contar também com a contribuição valiosa deste coletivo.
________________________________________
TEATRO FORA DO EIXO

QUANDO sex. e sáb., às 21h, dom., às 20h; até 15/8
ONDE Funarte (al. Nothmann, 1.058, tel. 0/xx/11/3662-5177)
QUANTO R$ 10,00 (inteira); R$ 5,00 (meia entrada)
CLASSIFICAÇÃO 14 anos

26 de junho de 2010 – Folha de São Paulo
fonte: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq2606201012.htm

Deixe uma resposta

Responda para enviar * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

                 
%d blogueiros gostam disto: